SER FLAMENGO É…

SER FLAMENGO É…

João Melo e Sousa Bentivi

Prefiro não completar o título, pois, dependendo do meu estado anímico, poderia ser uma palavra não canônica.

Ser flamengo não foi uma escolha, mas uma determinação nascida no Jardim do Éden. Um gene de Adão já era rubro-negro e, infelizmente, sofreu mutações deletérias que originaram essa turma corintiana, palmeirense, vascaínos, etc. (todos iguais). Devíamos ser, todos, rubro-negros.

Mas esse ano não foi e não está fácil. Grande e caro elenco e nada. Até confusões de alcova estão atrapalhando nossa nação.

Ontem, na trágica derrota para outro clube, cujo nome não lembro, o Mengão deu adeus a qualquer título e reafirmou a realidade flamenguista nesse ano. Trágica e resumida nessa frase: quando a gente pensa que o Flamengo não vai dar certo a realidade nua e crua confirma – não vai dar certo. Tudo resolvido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *