APRENDI A SER FILHO

APRENDI A SER FILHO

João Melo e Sousa Bentivi

Há pouco tempo escrevi um poema: NÃO APRENDI A SER PAI. Autobiográfico, sim, apesar dos meus filhos não terem concordado com ele. Agora, volvo-me contrariamente à visão do poema e vejo-me na belíssima condição de filho e, perscrutando o passado, com lentes críticas, tenho convicção em afirmar: APRENDI A SER FILHO.

Nessa matéria, propositalmente, usarei o sujeito no singular e no plural e isso decorre por estar nos meus pensamentos a minha irmã, professora Zefinha Bentivi, que certamente comunga com todos os termos aqui expostos.

Fui filho nos velhos moldes e isso talvez tenha facilitado a minha performance. Tive pai, mãe, irmão, avós, tios, primos, padrinho e madrinha. Tive tudo.

Família humilde, mas jamais na miséria. Casa, roupa, calçado e alimentação jamais faltaram e algumas marcas foram fundamentais: obediência, respeito, honestidade e temor a Deus.

Materialmente, meus filhos receberam muito mais que eu e meus irmãos, mas asseguro que nunca houve em nós a mínima sensação da falta de alguma coisa. De outro modo, meus pais jamais ponderaram que necessitavam receber de nós algo material; a exigência e desejo de todos da família era a nossa vitória e felicidade. Vitória e felicidade tinham perfeita sinonimização com o sucesso estudantil e profissional. Ocorreu.

O que fiz para meus pais e por meus pais? Muito pouco pelo tanto que fizeram por mim, mas, inclusive, mudamos de classe social. Contudo, por mais que fizéssemos materialmente, algo estava muito acima disso: honrar os valores que em mim, em nós, eles implantaram.

Qualquer descaminho nosso, qualquer afirmação nossa, qualquer postura nossa nunca deveria criar constrangimento ou desgosto a eles. Os dois estão na eternidade e creio que fomos vencedores nesse intento.

O filho ser vitorioso é desejável, mas depois de tantas posturas de alguns filhos aqui e acolá, acho que, muitas vezes, a melhor postura de um filho é não atrapalhar os pais.

Em alguns casos específicos, não atrapalhar o seu pai.