VERGONHA DE SER ADVOGADO

VERGONHA DE SER ADVOGADO
João Melo e Sousa Bentivi
As bandalheiras e sacanagens sempre levam vantagem, na mídia, sobre as coisas construtivas e sérias. Exemplo típico é a reforma da previdência e os vazamentos criminosos da lavra de um sujeito chamado Glenn Greenwald.
É fato que esse sujeito cometeu um crime e, mais ainda, em conluio com toda gentalha esquerdopata, basta relembrar que na inquirição que o ministro Moro se submeteu na Câmara Federal, um tal Freixo fez uma pergunta típica de quem sabia antecipadamente o conteúdo de um vazamento futuro. Sabia, sim.
De repente uma notícia bomba: um grupo de 40 advogados, de várias entidades, posicionaram-se para a defesa jurídica do escroto Glenn.
Como se trata de um engodo, cretinice, teriam que ter um comando à altura do absurdo e nada melhor que OAB Nacional, por um tal Santa Cruz e aí está a maior maldade, nunca a “cruz” foi tão vilipendiada, por um só indivíduo e nunca a palavra “santa” foi tão mal empregada, quanto nesse sujeito. Essa “santa cruz” é uma verdadeira merda.
Não sei o que vai acontecer com a nossa resistente pátria, tanto que não mais analiso as coisas, principalmente se elas são oriundas, como, por exemplo, dessa funesta OAB Nacional.
Mas um detalhe não passou sem a minha análise. Havendo 40 advogados para defender bandeiras esquerdistas e, mais ainda, a soltura do marginal Lula, com destruição da Lava Jato, creio que o grupo não está completo, falta o mais famoso causídico dessa laia: o doutor Ali Babá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *