HOMENAGEM AO LÍDER DAS ESQUERDAS, RODRIGO MAIA

HOMENAGEM AO LÍDER DAS ESQUERDAS, RODRIGO MAIA

(*) João Melo e Sousa Bentivi (**)

 

Foi-se embora o capadócio

Que tem cara de fofão

O pior é que o beócio

Joga com o LULADRÃO

 

Em mais de 1000 dias o congresso

Aguentou o nefasto

O bochechudo Besta-Fera

Era da esquerda um capacho

 

Pousava de coisa boa

Até tentava fazer graça

Mas o seu time de gente à toa

Formou a mais perfeita ameaça

 

Agora sem regalias

Volta para a insignificância

Compatível no dia a dia

Com a sua ignorância.

 

Um problema, porém, não morre

Pois ninguém apaga essa trilha

De corrupto da Odebrecth

E titular da planilha

 

Mas todo grande corrupto

Tem uma esperança final

Há sempre um não impoluto

Ministro do federal

 

Capaz de soltar bandido

Desonesto e trapaceiro

Ninguém sabe em que sentido

Se por burrice ou por dinheiro

 

Mas algo é definitivo

Ninguém pode mudar o jogo

Um dia será condenado

O marginal Botafogo.

 

Mesmo com a ajuda do supremo tribunal

Não há oração que apague

Os crimes do marginal

E se aproxima o dia, quando ninguém terá dó

E o bandido Botafogo dormirá no xilindró.

 

(*) Médico otorrinolaringologista, legista, jornalista, advogado, professor universitário, músico, poeta, escritor e doutor em Administração, pela Universidade Fernando Pessoa, Porto, Portugal.

(**) Pode ser reproduzido, sem a anuência do autor, em qualquer      plataforma de comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *